Ads Top

Em 6 meses sem aula Prefeitura de Rio Tinto gasta mais com combustível que o mesmo período de 2019

Ônibus escolar é usado para transportar grãos no sul do Tocantins
Mesmo sem transporte de alunos incluso, gasto com combustíveis em 6 meses é superior ao mesmo período do ano passado
Somente neste semestre, a Prefeitura Municipal de Rio Tinto desembolsou dos cofres públicos um montante de R$ 552.925,49 para pagar combustíveis para consumo da frota municipal. O valor é superior as despesas com combustíveis no mesmo período do ano passado, em que a prefeitura pagou até o mês de junho/2019 o montante de R$ 506.906,59. As informações são do Sagres-PB.

Chama atenção o comparativo de valores pagos no primeiro semestre de 2020 mesmo com alguns pagamentos destinados à frota de veículos da Secretaria de Educação. Devido à pandemia causada pelo Covid-19 não houve ano letivo normal neste ano, por esse motivo não foi necessário o transporte de alunos. 

Outro ponto intrigante é que o valor gasto neste semestre chega a ser superior ao valor pago no ano passado, mesmo com alterações de um ano para o outro nos preços dos combustíveis. A questão é que em 2019 toda frota escolar estava a todo vapor, afinal o ano letivo ocorrera normalmente, sem pandemia. 

O valor chega a ser superior, mesmo não estando incluso combustíveis gastos com a frota escolar.

Outra conta que não fecha é o fato de que a prefeitura de Rio Tinto aumentou seus gastos com combustíveis em 60.81% em três anos. Isso pelo fato de que em 2016, ainda sob a gestão da ex-prefeita Dudu de Brizola, a prefeitura gastou R$ 702.254,32 com combustíveis, valor que passou a ser maior após três anos do governo Fernando Naia, onde em 2019 gastou R$ 1.129.355,33.

É importante dizer que, de 2016 à 2019 o valor dos combustíveis teve um aumento percentual de 20.66%. Sendo assim, a conta não chega próxima dos 60,81%.



Fonte: Sagres PB


Da redação
O Vale Online

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.