Ads Top

Falta de vacinas para idosos em João Pessoa foi consequência de recomendação do Ministério da Saúde



O caos gerado pela falta de vacinas e de informações aos idosos de João Pessoa foi justificado pela secretária executiva de saúde, Rossana Sá, como sendo consequência da recomendação do Ministério da Saúde em usar todo o estoque de vacinas que estavam sendo guardadas para a aplicação da segunda dose. Como acompanhou o ClickPB, durante a entrevista concedida por ela, ao programa Arapuan Verdade, nesta quarta-feira (14), outros fatores também foram dados como justificativa.

"Não faltou planejamento. O que tivemos foi uma recomendação do Ministério da Saúde, orientando os gestores municipais, para usar os estoques da segunda dose para atingir o maior número de pessoas, garantindo que não iria falta vacinas. Além disso, nós tivemos mais de 20 mil pessoas de outros municípios se vacinando em João Pessoa. Somando a isso, nas últimas remessas, o Governo do Estado foi intimado a descontar 10 mil vacinas por conta de um erro técnico. Ou seja, já estamos trabalhando com 30 mil vacinas a menos. Houve também um atraso dos insumos ao Butantan. Isso também acarretou toda a falta da vacina", explicou.

Filas quilométricas e aglomerações foram registradas nos últimos dias nos locais de vacinação, após mudanças nos horários de vacinação, problemas no aplicativo e falta de informações aos idosos. Dados do Ministério da Saúde, indicam que mais de 40,2 mil pessoas, na Paraíba, ainda não tomaram a segunda dose de vacina contra a Covid-19.

De acordo com a gestora, pelo menos 110.250 novas doses de vacinas contra a Covid-19 estarão chegando ao estado, sendo 66.250 são da Oxford/Astrazêneca e 44 mil Butantan/CoronaVac. "Na hora que recebermos essas vacinas iremos focar na aplicação da segunda dose", destacou.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.